Pesquisar este blog

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Carta a Papai Noel.


Venho através desta carta pedi que os nossos governantes pensem mais no futuro do nosso Planeta. temo de verdade que meus netos ou bisnetos não tenham a oportunidade que tenho de tomar banho de mar, sentir a água tocando a pele, sentir a sensação de liberdade que traz caminhar na areia, de poder ver o céu ainda com estrelas, de ver o verde não apenas em condomínios fechados, ver o sol, respirar e dizer no final Obrigado meu Deus por tudo isso, por estar vivo.
Não quero achar banal a violência, quero acreditar ainda no ser humano, que ele pode dar sempre o seu melhor, sem oferecer dor e sofrimento.
Peço ao senhor para não esquecer o quanto sou feliz, que continue respeitando os meus pais. Quero paz para a humanidade, quero um amor que me ame de verdade.
Não posso esquecer de pedir para sempre lembrar o significado dessas palavras: família, amizade, sinceridade e responsabilidade. Ah não posso deixar de agradecer, de valorizar as coisas mais pequenas, como achuva por exemplo.
Que nessa ceia me lembre que nem todos tem a oportunidade de ter uma mesa como a minha. Que me lembre que Natal não é só feito de presentes, mas também de palavra amiga, de conforto, de caridade.
Não quero perder a magia de saber rir, de mim mesmo até, do ridículo.
Não quero me conformar em ver dor e sofrimento nos olhos de uma criança.
Quero que as minhas decisões sempre sejam tomadas com sabedoria. Quero igualdade e principalmente respeito nas decisões que eu tomar.
Não quero dinheiro a qualquer custo, mas quero quero ser feliz.
Essa é a minha carta, eu sei que deixei de acreditar nos enhor há muito tempo, deixei de ser criança desde de muito cedo. Mas nunca deixarei a fé e a esperança de saber que o mundo pode ser melhor. FELIZ NATAL!