Pesquisar este blog

terça-feira, 22 de setembro de 2009

O semeador ( Mateus 13. 1-9)

1 Tendo Jesus saído de casa, naquele dia, estava assentado junto ao mar;
2 E ajuntou-se muita gente ao pé dele, de sorte que, entrando num barco, se assentou; e toda a multidão estava em pé na praia.

3 E falou-lhe de muitas coisas por parábolas, dizendo: Eis que o semeador saiu a semear.

4 E, quando semeava, uma parte da semente caiu ao pé do caminho, e vieram as aves, e comeram-na;

5 E outra parte caiu em pedregais, onde não havia terra bastante, e logo nasceu, porque não tinha terra funda;

6 Mas, vindo o sol, queimou-se, e secou-se, porque não tinha raiz.

7 E outra caiu entre espinhos, e os espinhos cresceram e sufocaram-na
8 E outra caiu em boa terra, e deu fruto: um a cem, outro a sessenta e outro a trinta.

9 Quem tem ouvidos para ouvir, ouça.

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Biografia- Irmão Lázaro.

Lázaro Negrume, também conhecido como Irmão Lázaro (Salvador, Bahia – 1960), é um cantor brasileiro de música gospel, ex-integrante da Banda Olodum.


Carreira

Sua carreira iniciou-se aos 18 anos de idade, quando comprou seu primeiro violão. Poucos meses depois, dedicou-se ao baixo elétrico.
Com passagens pelas bandas Terceiro Mundo e Cão de Raça, Lázaro ingressou no Olodum, grupo no qual ficou famoso através da canção "I Miss Her", com letra em língua inglesa.
Conversão religiosa
Após enfrentar problemas com drogas e com dores, Lázaro converteu-se ao evangelho, tornando-se o Irmão Lázaro.
Na nova fase da carreira, lançou 4 CDs e, em 2008, lançou o CD e DVD ao vivo Eu Te Amo Tanto, gravado na Igreja Batista Central de Salvador (Bahia). Em meio a canções de louvor e adoração, Lázaro conta seu testemunho ao tornar-se evangélico. A faixa de maior destaque do projeto é Eu Sou de Jesus, versão de I Miss Her, a canção que o consagrou no Olodum.


Prêmios

Em 2009, foi vencedor de cinco categorias do Troféu Talento:
• Melhor Álbum Alternativo
• Melhor Álbum Independente
• Melhor Álbum Ao Vivo
• Melhor Álbum do Ano
• Melhor Revelação Masculina


Discografia

• 2003 - Conte a Deus - 2003
• 2004 - Te agradeço senhor - 2004
• 2005 - Deus é Fiel
• 2007 - Meu Mestre
• 2008 - Eu Te Amo Tanto (disco ao vivo)


Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Eu te amo tanto.

Nonononono
Por que me resgatou?
Por que me trouxe aqui?
Por que me queres Deus tanto assim?
Se contra o céu pequei, e contra ti também.
Minha vida eu destruí, como errei...
Por que me queres tanto assim?

(Refrão 2X)

Filho eu quero tanto
Enxugar teu pranto te fazer só meu.
Filho eu quero ser teu Deus
Eu te amo tanto, tanto, tanto, tanto
Filho vem ser meu, filho eu quero ser teu Deus

Porque me queres tanto assim?

Eu quero te envolver em meus mistérios
No manto da minha Glória
Eu vou desenrolar o rolo santo
Mudar a tua história
Eu vou fazer de ti vaso de honra
Eu vou envergonhar os que te zombam
Vou te dar vitória
Por que me queres tanto assim?

(Refrão 2X)

Filho eu quero tanto
Enxugar teu pranto te fazer só meu.
Filho eu quero ser teu Deus
Eu te amo tanto, tanto, tanto, tanto
Filho vem ser meu, filho eu quero ser teu Deus

Por que eu te amo !!!

Composição: Lázaro



Lázaro - AMIGO (OH GLORIA)

domingo, 13 de setembro de 2009


Imagine a seguinte cena: um agricultor, sem muita experiência, confunde sementes de girassol com sementes de cactos e as planta, pensando em colher flores. Logicamente irá colher espinhos.

Se, ao arrancar os cactos para preparar a terra para a nova colheita, fizer esse trabalho enraivecido e de forma descontrolada, acabará por espalhar mais sementes que, futuramente, gerarão mais cactos.

Nós “chamamos” o nosso destino quando, em algum momento de nossas vidas, fazemos como esse agricultor distraído ou inexperiente que não percebe o que plantou.

Ao falarmos, pensarmos ou fazermos coisas não condizentes com a nossa Natureza Divina, geramos “espinhos”, que serão colhidos no futuro; o dito carma.

Mas de que forma iremos colher esses espinhos por nós mesmos plantados?
Sorrindo, por estarmos cientes que esses espinhos são obra de nossas próprias ações anteriores e que estamos tendo a OPORTUNIDADE de corrigirmos o que fizemos, ou, reclamando e espalhando novas sementes?

No dicionário, o verbo “clamar” tem o sinônimo de “chamar”.

Nós chamamos ( CLAMAMOS ) as situações para a nossa vida e, na hora da colheita, vamos RE-CLAMAR, ou seja, vamos chamá-las novamente ?

A atitude que o Mestre Masaharu Taniguchi da Seicho-No-Ie nos ensina a ter nesses momentos é de :

- agradecimento ( pois o que plantamos está finalmente sendo colhido, parando de “espinhar” a nossa vida ).
- auto-perdão ( para não plantarmos novamente algo que não queremos colher ).
- conscientização de que temos Natureza Divina, feitos à imagem e semelhança do Pai, e que esse nosso “Eu Divino”, a nossa Essência Divina, é perfeita, nunca errou, nunca pecou, nunca foi maculada.

Então para que reclamar? Já clamamos uma vez pelo que está nos acontecendo e se não estamos gostando do que estamos obtendo, vamos parar de clamar ou de reclamar por isso.

Não existe castigo divino. A Vida nos dá o que clamamos ( ou o que re-clamamos ).

Vamos somente agradecer, pois o Pai já nos deu tudo de bom na vida.

Muito Obrigado, Deus !
Texto de João carlos Cordeiro disponível no Sofisblog e Espacoleituras.